17/01/2023

A primeira do ano

Estou de volta com a minha primeira foto do ano. Já há alguns meses que ando para captar esta vista. O local é a estação dos comboios de Alhandra. Tive que ajustar a máquina em modo manual e  com bastante zoom, acho que saiu bem. Utilizei uma nova máquina, a Fujifilm XE4, que anda sempre na mochila. É  pouco volumosa, a qualidade de construção excelente, e a qualidade das fotografias também. Mas a habituação não tem sido  muito fácil porque na maior parte das situações utilizo o modo manual, pois para mim apontar e clicar não serve. Tenho outras máquinas fotográficas que na teoria são mais complicadas de usar, mas esta por várias razões não está fácil de domar, mas eu sou muito persistente.

Tenham um Bom Ano com muita saúde e alegrias  e continuem a visitar esta espécie de blog.


 Post não patrocinado

11/12/2022

Lisa

Esta gata adora o Natal. Tenta atacar os doces, recebe umas prenditas e sabe pedir para eu acender a lareira. Felizmente está alheia às tretas do futebol e aos problemas do mau tempo. Vida de gata caseira.


 

23/10/2022

Os meus convidados hoje

 Só falta o pão e o vinho, as azeitonas ofereci eu. Tenham uma boa semana.



10/10/2022

Por aqui

Tenham uma boa semana 



29/09/2022

Arraiolos (Férias 2ªparte)

 Finalmente de volta. Este post vem com algumas semanas de atraso, mas outros projectos pessoais têm-me ocupado todo o tempo livre. Como vos prometi aqui fica o relato e as fotos da segunda parte destas férias passadas totalmente no Alentejo. Ora Arraiolos é uma vila que já conheço há bastantes anos e onde fiz alguns amigos devido à pratica do btt. Terra de gente hospitaleira sem duvida, quem sabe se não será onde vou viver a minha reforma.  Quanto ao alojamento, ficámos na Casa do Plátano que se situa no centro da vila. Fomos recebidos de uma forma extremamente simpática, as condições do alojamento são excelentes, podem ver as fotos aqui. O pequeno almoço está incluído, curioso que no Alentejo os pequenos almoços dos hotéis nunca me desiludiram.  Resumindo, tem todas as condições para nos proporcionar uma excelente estadia  naquela terra alentejana. Em Arraiolos come-se bem, até os vegetarianos, como a minha cara metade,  têm várias opções. Por exemplo a Republica da Empada que se situa na Praça do Município foi uma excelente surpresa, pois apesar da variedade de empadas temos também outras opções para almoçar ou jantar. E como sabe bem ao fim da tarde sentarmo-nos  ali na esplanada em amena cavaqueira a desfrutar  uma boa garrafa de tinto.  Mas restaurantes é coisa que não falta em Arraiolos, e os docinhos nas pastelarias? ui!! Podem experimentar também os pasteis de touchinho e para isso visitem a pastelaria O Toucinho que se situa no Largo 25 de Abril. Como devem saber Arraiolos é conhecida pelos tapetes, se lá forem dêem um saltinho ao Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos que fica junto à câmara municipal, vale a pena a visita. Durante a estadia percebi que eventos culturais não faltam na vila, e não é um lugar deserto pois vimos sempre movimento nas ruas, gentes locais e turistas. Aconselho a subida ao castelo para admirem a paisagem alentejana, compensa de longe o cansaço da subida. Fica mais uma dica, quem queira visitar Évora são apenas 22 quilómetros, fica bem pertinho.

Agora a parte menos boa. Durante anos fiz  com alguns amigos passeio de btt ali na região. Passeávamos pelos caminhos e trilhos sem destruir nada. Mas segundo relatos de pessoas da vila muitos proprietários decidiram colocar vedações mesmo em terrenos que não são usados há dezenas de anos, e também em caminhos que são públicos. Até a ciclovia tentaram destruir. Típico do tuga manhoso que também existe no Alentejo.


11/09/2022

Por aqui

 Lá atrás podemos ver no lado esquerdo a Moita, no centro Palmela,  e a serra da Arrábida no centro e lado direito. As embarcações à vela participavam numa regata que é organizada todos os anos durante a festa da Moita. E eu estava numa grande almoçarada (ontem) com os amigos.


 

04/09/2022

Mértola (Férias 1ªparte)

 E pronto, de volta ao trabalho que as férias já acabaram. Desta vez o destino foi o  Alentejo. Parece coisa de malucos não é? férias no Alentejo em Agosto... Mas não, nós sabíamos de antemão e segundo as previsões que as temperaturas naqueles dias não iam chegar a extremos. E confirmaram-se as previsões.  Felizmente em Agosto quase toda a gente vai para o Algarve, assim conseguimos usufruir de tudo sem grandes enchentes no Alentejo, o que é uma maravilha. A primeira estadia foi em Mértola, que já conhecíamos. Deixo-vos então algumas dicas e não só. Vão preparados para fazer grandes subidas e descidas, mas  fazem-se bem nas calmas e com paciência. Subam  ao castelo nem que seja só para apreciar a paisagem. Os passeios de barco no rio ao fim da tarde valem a pena, e podem ser reservados antecipadamente no hotel onde ficámos. Existe uma praia fluvial que apenas visitámos durante o passeio barco. Quanto à gastronomia...  o primeiro restaurante que visitámos foi o Vila Velha, recomendo sem duvida. É um local bastante exótico. Por exemplo jantar no terraço, ao ar livre, sem pressas e com vista para o Guadiana foi uma óptima experiência. O atendimento foi rápido, staff  muito simpático, ementa bastante variada e muito bem confecionada. No Casa Amarela, restaurante situado na outra margem do rio, come-se relativamente bem, está na moda,  mas o atendimento é medíocre e se optarem por pratos vegetarianos esqueçam, eles não sabem fazer pratos vegetarianos. Mas neste restaurante tenho de vos aconselhar os vinhos  da Herdade da Bombeira que são excelentes. Por fim as sobremesas não nos surpreenderam. Quem queira uma refeição rápida aconselho o Café Guadiana que se situa relativamente perto do mercado. É claro que em Mértola existem mais ofertas gastronómicas, mas nós ficámos apenas por estas. Por fim quero-vos dizer que ficámos muito bem alojados no hotel Beira-Rio. E logo ao lado fica o Hotel Museu que se não me engano pertence ao mesmo grupo empresarial. Se  ficaram alojados num destes hotéis experimentem o bar esplanada. O  atendimento é cinco estrelas,  todas as bebidas que me apetecia eles tinham, e até refeições servem. Existe ainda uma pequena piscina que serve os dois hotéis. Gostámos muito da estadia relaxante nesta simpática vila de influencias árabes, e talvez um dia regressemos.   Deixámos pois Mértola em direcção a Arraiolos.







02/08/2022

Por aqui... mas apreensivo

 Flamingos no Tejo, perto da Moita. Podemos vê-los (e muitas outras aves, algumas já vos mostrei aqui) com facilidade pelo menos por enquanto, mas se o aeroporto do Montijo for construido acaba-se a calma, e esta paisagem natural tão perto de Lisboa não vai ser a mesma. Infelizmente muita gente não se importa de destruir este habitat, querem lá saber do que ali está. Interessa é o aeroporto, interessa é o aviãozinho à porta de casa. Uns já pensam que a sua casa vai valorizar com a construção, outros nas oportunidades de negócio e cambalachos. Querem lá saber se existem alternativas a este aeroporto? e há sim, existem melhores alternativas. Destrói-se em nome do progresso, isto é progresso? Soluções para reduzir o impacto não vão existir acreditem. Mas quando da construção da ponte Vasco da Gama isso aconteceu. Um exemplo, sabiam que os candeeiros na ponte estão posicionados de maneira a não incomodar as aves quando ligados?  Mas esta pouco provável futura construção é  prova de que estamos  representados por políticos muito maus, que tomam decisões pouco racionais. É a prova de que um canudo, uma licenciatura nem sempre trás lucidez nem honestidade às pessoas.


 

18/07/2022

Por aqui junto ao Tejo

 

Não coloco fotos de incêndios. Prefiro mostrar-vos um exemplo do que as árvores nos podem oferecer...


 

04/07/2022

No campo

 Tenham uma boa semana



25/06/2022

Boardriders - Ericeira

 Festa do 11ºaniversário - noite mágica

A Boardriders é um dos meus spots favoritos na Ericeira. Situada perto do parque de campismo, é uma loja onde se pode adquirir material de surf, skate e também roupa. Mas também onde se pode beber um copo, lanchar e até assistir  a musica ao vivo ao fim da tarde, mas para isso convém  visitar o Facebook deles para saber o que se vai passar por lá. Tem também um excelente skatepark, não que eu perceba do assunto mas o certo é que movimento por lá não falta  de manhã à noite. E se forem  à Boardriders não se admirem  se repararem que a maior parte da clientela da loja é de outras paragens que não Portugal.

                                                                                             

18/06/2022

A história da carochinha

Pois parece que anda por aí uma personagem a que chamam influencer que não gosta da história e quer reescreve-la. E já agora vamos alterar todas as historias tradicionais de que a dita personagem não gosta? Ela não sabe o que é um conto? as histórias tradicionais causam traumas? A mim não me fez mal nem a quem eu conheço! Por favor digam à personagem que a carochinha é um insecto! E já agora... cuidado com a bela adormecida... o principe malandro abusou sexualmente da princesa... Vamos censurar então todos os contos pois as gerações vindouras serão  de cristal e muito clean.

Ahhh a personagem chama-se Mafalda Sampaio e com uma mãe assim a filha não vai ser normal não, aliás a dita personagem deve ter duvidas da inteligência e perspicácia da filha.

Para que não haja duvidas nem esquecimentos a história da carochinha é assim e sempre assim será:

Era uma vez uma linda Carochinha que queria muito casar mas não tinha dinheiro. Um dia, estava a varrer a cozinha e encontrou uma moeda de ouro. Toda contente,

foi comprar um vestido novo e pôs-se a cantar à janela:
-Quem quer casar com a Carochinha, que é rica e bonitinha?

-Quero eu!

-E quem és tu? – perguntou a Carochinha.

-Eu sou o boi.

-E sabes cantar para me alegrar?

-Sei e muito bem: muh, muh, muh!

-Cantas muito mal! Contigo é que eu não me vou casar!

E voltou a cantar:

-Quem quer casar com a Carochinha, que é rica e bonitinha?

-Quero eu, quero eu!

-E quem és tu? – perguntou a Carochinha.

-Eu sou o burro.

-E sabes cantar para me alegrar?

-Sei sim senhora: em ó, em ó, em ó!

-Cantas muito mal! Contigo é que eu não me vou casar!

E pôs-se a cantar de novo:

-Quem quer casar com a Carochinha, que é rica e bonitinha?

-Quero eu, quero eu!

-E quem és tu? – perguntou a Carochinha.

-Eu sou o porco.

-E sabes cantar para me alegrar?

-Sei pois: rnhoc, rnhoc, rnhoc!

-Cantas muito mal! Contigo é que eu não me vou casar!

E voltou a cantar:

-Quem quer casar com a Carochinha, que é rica e bonitinha?

-Quero eu, quero eu!

-Quem és tu? – perguntou a Carochinha.

-Eu sou o cão.

-E sabes cantar para me alegrar?

-Claro que sei: ão, ão, ão!

-Cantas muito mal! Contigo é que eu não me vou casar!

E cantou outra vez:

-Quem quer casar com a Carochinha, que é rica e bonitinha?

-Eu!

-E quem és tu? – perguntou a Carochinha.

-Eu sou o gato.

-E sabes cantar para me alegrar?
 

-Claro que sim: miau, miau , miau!
-Cantas muito mal! Contigo é que eu não me vou casar!

E voltou a cantar:

-Quem quer casar com a carochinha, que é rica e bonitinha?

-Eu, eu!

-E quem és tu? – perguntou a carochinha.

-Eu sou o galo.

-E sabes cantar para me alegrar?

-Claro que sei: có-có-ró-có-có!

-Cantas muito mal! Contigo é que eu não me vou casar!

E voltou a cantar:

-Quem quer casar com a Carochinha, que é rica e bonitinha?

-Quero eu!

-E quem és tu?

-Eu sou o João Ratão, simpático e valentão.

-E sabes cantar para me alegrar?

-Claro que sim, minha linda Carochinha...ih, ih, ih!

A Carochinha ficou encantada e casou com ele.

Um belo domingo, a Carochinha foi à missa e pediu ao João Ratão que ficasse a tomar
conta da panela que estava ao lume com os feijões para o jantar. Mas antes de sair
avisou-o:

-Não mexas na panela Joãozinho... não sejas guloso!

Mas o João Ratão não resistiu. Ao tentar provar os feijões desequilibrou-se e zás, caiu
para dentro do caldeirão! Quando a Carochinha chegou a casa encontrou o seu João
Ratão cozido e assado dentro do caldeirão.



15/06/2022

Duran Duran 41 anos depois

 Faz hoje 41 anos saiu um dos meus álbuns preferidos de sempre. Acho que já o ouvi centenas de vezes.



28/05/2022

Fecho da Avenida da Liberdade aos domingos

A principal preocupação de muitos lisboetas em relação à decisão de fechar a avenida de liberdade ao transito automóvel aos domingos é ... não poder estacionar na avenida para ir às compras por exemplo à Louis Vuitton. Acreditem, há quem diga isso nas redes sociais.

O mais cómico é que segundo a proposta as vias laterais vão ficar abertas ao transito, ficando apenas a artéria principal fechada. Os hoteis e as lojas estão abertas para as vias laterais ou não??? Além disso para quem não sabe eu dou uma ajuda vá... sabiam que existem parques subterrâneos para automóveis nas ruas paralelas à avenida da Liberdade? sabem é que também sou lisboeta e conheço melhor a cidade do que muitos dos que lá vivem. Percebo que hoje em dia nas redes sociais destila-se ódio por tudo e por nada, neste caso em particular existem argumentos bem patéticos de quem é do contra.

19/05/2022

Por aqui


 

25/04/2022

25 de Abril


 Rua Garrett. Foto de Alfredo Cunha

Arquivo Municipal de Lisboa

09/03/2022

20/02/2022

A bicicleta - acessórios e componentes I

 Depois de vos ter dado algumas dicas sobre a compra de uma bicicleta, é importante que vos fale sobre acessórios e componentes. Comecemos então pelos acessórios que na minha opinião são mesmo importantes e que são as luzes e as campainhas. Imaginem que vão dar um passeio ao fim da tarde e o passeio prolonga-se até ao por do sol, como já aconteceu comigo... é importantíssimo termos iluminação. Nunca arrisco andar de bicicleta ao fim da tarde sem luzes. E mesmo durante o dia tenho sempre uma luz traseira ligada (a piscar). Sabiam que existem luzes  indicadas para uso diurno? pois existem e são muito importantes para a nossa segurança, pois não passam despercebias aos condutores, pelo menos aqueles que não vão com o telefone na mão. A campainha é outro acessório que a meu ver é bastante importante. Nas ciclovias pode evitar acidentes. Eu uso uma buzina, que é excelente para avisar aquele pessoal que gosta de caminhar lado a lado e ocupa toda a largura das ciclovias. Mas geralmente uma simples campainha serve. Quanto a componentes, todos são importantes mas o selim é o que devemos dar mais atenção, pois um selim desconfortável pode tirar-nos completamente a vontade de pedalar. 

Como curiosidade e para quem não sabe, componentes são todas as peças que compõem a bicicleta, acessórios são tudo o que  lhe podemos acrescentar com o objetivo de a tornar mais confortável ou para um tipo de utilização especifica.